terça-feira, 1 de agosto de 2006

Ex-chefe do FBI no Brasil apóia Ana Maria Rangel

A candidata do PRP à presidência da República, Ana Maria Rangel, realizou nesta terça-feira, em São Paulo, um ato para mostrar que não desistiu de sua candidatura depois que o presidente do PRP foi ao Tribunal Superior Eleitoral pedir o cancelamento da candidatura e a expulsão da candidata do partido.

Rangel tem um perfil diferente de todos os demais candidatos à presidência: empresária nos Estados Unidos, voltou neste ano para o Brasil com o objetivo de ser a primeira mulher a ocupar a presidência da República. Seu primeiro ato público foi acusar o presidente do PRP, Ovasco Resende, de ter cobrado R$ 14 milhões de propina para ceder a legenda à candidata.

No ato de Ana Maria realizado hoje estava presente o ex-chefe do FBI no Brasil Carlos Costa, um português naturalizado norte-americano que concedeu ao jornalista Bob Fernandes a explosiva entrevista em que relatava a compra, pelo serviço secreto americano, de serviços da Polícia Federal brasileira, além de um grampo realizado no palácio do Alvorada e outros detalhes de seu trabalho no Brasil, que incluiriam a cooptação de jornalistas "amigos da América". A entrevista saiu na revista Carta Capital em março de 2004 e está disponível para leitura. Segundo a assessoria da candidata, o polêmico Costa é apoiador de Ana Maria Rangel.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.