segunda-feira, 21 de agosto de 2006

Até agora, nenhuma renúncia

Os deputados federais acusados de envolvimento no escândalo da máfia das ambulâncias, investigados pela CPI dos Sanguessugas, parecem resistir à tentação de renunciar ao mandato para concorrer nas eleições de outubro sem o risco de serem cassados no meio do caminho e, assim, perderem os direitos políticos. Até agora, nenhum sanguessuga entregou a carta de renúncia à Mesa da Câmara. O prazo final termina em uma hora e meia. No Supremo Tribunal Federal, ocorre neste momento o julgamento de uma liminar de um grupo de parlamentares para tentar barrar os processos no Conselho de Ética da Câmara. Talvez as renúncias ocorram após o julgamento.

No Senado, a situação já se definiu: os três suspeitos apresentaram as suas defesas e os processos correrão normalmente no Conselho de Ética da Casa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.