sexta-feira, 18 de agosto de 2006

Lula aumenta diferença sobre Alckmin

Saiu o tão aguardado Ibope: na primeira pesquisa pós-horário eleitoral, Lula cresceu um ponto percentual e foi para 47%. Alckmin e Heloísa Helena ficaram nos índices que tinham no levantamento anterior: 21% e 12%, respectivamente. Na simulação de segundo turno, Lula subiu e Alckmin caiu, aumentando a margem de segurança da reeleição do presidente. Esses números vão ajudar bastante os aliados de Geraldo Alckmin que estão ávidos de sangue na campanha da televisão. Mas Alckmin poderá argumentar que estancou a queda livre em que sua candidatura se enfiou nas últimas semanas. Ou seja, pode haver um impasse. Terça-feira, tem mais um Datafolha e só então será possível aferir o humor dos eleitores após o início do horário eleitoral gratuito. Alckmin apostava todas as fichas na propaganda, mas o jogo parece estar mais duro do que ele esperava.

Um comentário:

  1. Na verdade a pesquisa mostrou estagnação do cenário. Oscilar um ponto é absolutamente dentro da margem de erro, ainda mais que os outros não oscilaram nadinha. O quadro estável desmente expectativas mais otimistas do comando de campanha (ou seria da torcida?) petista, mas tampouco anima tucanos e psolistas. A diferença significativa está na simulação do segundo turno, que revela uma desidratação do chuchu.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.