sexta-feira, 20 de março de 2009

CNI/Ibope: Lula é aprovado por 78%

A popularidade do presidente Lula caiu também na enquete do Ibope, realizada para a CNI. As taxas do Ibope e Datafolha, porém, ainda são muito altas, como analisou Reinaldo Azevedo no post anterior. Um apoio de 78% dos brasileiros no momento que deve ser o auge da crise econômica é um fato a ser avaliado com serenidade. Pode ser que a popularidade Lula caia mais? Claro que pode, o patamar em que ele se encontra é superior ao de qualquer outro presidente da República. Mas a oposição precisa ficar esperta (ou torcer muito para a crise piorar): se a situação começar a melhorar no final do ano, Lula em 2010 vai ganhar os louros da recuperação. E aí uma subida na popularidade do presidente será falta para as pretensões de qualquer candidato oposicionista...

4 comentários:

  1. Gostaria da opinião rápida e urgente de todos: como fazer o melhor e mais isento título para essa pesquisa? Sugestões de todos, por favor

    ResponderExcluir
  2. A TUCANADA NÃO TEM MOTIVO ALGUM PARA COMEMORAR. O PATAMAR ATUAL DO LULA É ALGO ESPANTOSO E DIGNO DE COMEMORAÇÃO POR PARTE DO PRESIDENTE, QUE APÓS TODA ESSA ONDA, PERMANECE COM UM ÍNDICE NAS ALTURAS. ACHO QUE A TUCANADA DEVIA ERA CHORAR.

    ResponderExcluir
  3. Anônimo:

    Não sei se é possível fazer um título isento. Vai de acordo com o a linha do veículo.

    Eu se fosse editor, sempre manchetaria o "lado ruim" das coisas, porém, um presidente com 78% de aprovação é coisa pra caramba.

    Talvez eu noticiasse como o blogueiro. Ou acrescentria um "mesmo com crise" .

    "mesmo com crise Lula é aprovado por 78%" .

    ResponderExcluir
  4. Em resumo: os tucanodemos e o PIG têm que torcer para que uma somatória de desgraças se abata sobre o país. Aí, eles poderão ter esperança de governar o que sobrar. Para terminar o serviço.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.