terça-feira, 31 de março de 2009

Sobrou para a doméstica Izolda

Rodrigo Maia, presidente do DEM, deve estar suspirando aliviado: o deputado federal licenciado Alberto Fraga (DEM-DF), mandou exonerar Izolda da Silva Lima, empregada doméstica que recebia seus vencimentos como funcionária da Câmara Federal. O mais interessante de tudo é que faz pelo menos quatro anos que este arranjo, digamos assim, meio capenga, existe e ninguém "se deu conta". Agora o impoluto Rodrigo poderá dizer que Fraga errou, sim, mas percebeu o equívoco e corrigiu a besteira. Ou seja, o deputado está limpo, voltou a ser um homem bom que merece estar no partido baluarte da moral e dos melhores costumes no Brasil. Abaixo, matéria da Folha de S. Paulo dá mais detalhes sobre o edificante episódio.

Deputado exonera empregada doméstica paga com recursos da Câmara

O deputado federal licenciado Alberto Fraga (DEM-DF) determinou nesta segunda-feira a exoneração da secretária parlamentar Izolda da Silva Lima. Apesar de trabalhar como empregada doméstica na residência do parlamentar, Izolda recebia o salário com recursos da Câmara.

Em nota, Fraga disse que solicitou ao deputado Osório Adriano (DEM-DF) para exonerar a servidora --uma vez que ela está está contratada pelo suplente do atual secretário de Transportes do Distrito Federal.

"Assim que tomei conhecimento deste ato entrei em contato com o deputado Osório Adriano. Em minha vida pública sempre cumpri a lei e vou continuar cumprindo", afirma o deputado na nota.

Izolda confirmou à Folha, em reportagem publicada nesta segunda-feira, que trabalha como faxineira de Fraga. O deputado licenciado afirma que ela recebe pela Câmara, mas apenas mora em sua casa. Já Osório Adriano diz que nem a conhece. "Essa funcionária, eu não a conheço, embora seja do gabinete. Trabalha lá com o Fraga, eu não poderia adiantar o que ela faz com o Fraga", disse Adriano.

O deputado afirmou que não dispensou os servidores de Fraga uma vez que o parlamentar poderia reassumir sua cadeira no Legislativo se resolvesse deixar a Secretaria de Transportes. "Eu combinei com o Fraga, como ele vez por outra gosta de reassumir o lugar dele, porque ele é o titular, nós estaríamos prejudicando o pessoal cada vez que você mexe", afirmou.

Coronel da reserva da Polícia Militar, Fraga é conhecido na Câmara como o principal nome da "bancada da bala". Em 2005, presidiu a frente parlamentar contra a proibição do comércio de armas no país. Em 2007, assumiu a Secretaria de Transportes distrital.

Na tarde de quinta-feira, entre 15h30 e 17h, a Folha falou com Izolda duas vezes: pelo telefone da casa de Fraga e pessoalmente --com cerca de 1,50 m de altura, de calção azul e camisa de malha desbotada da seleção brasileira, ela recebeu a reportagem no portão da casa do deputado licenciado.

"Todas. O que precisar, eu tô à disposição dele. Também atividades domésticas, principalmente nos finais de semana", respondeu ela, ao ser questionada pela reportagem que tarefas fazia na casa de Fraga.

De acordo com os registros da Câmara, Izolda é servidora desde fevereiro de 2003. No dia 19 do mês passado, ela foi promovida de secretária parlamentar 05 para 06, com vencimento de R$ 480,86. Segundo ela, seu salário total é de R$ 1.080 por mês. Ela disse que trabalha com Fraga há quatro ou cinco anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.