quinta-feira, 14 de maio de 2009

Lula confiscou... o discurso da oposição

Essa história da taxação das contas de caderneta de poupança superiores a R$ 50 mil já está virando uma vitória do governo. A oposição gritava que o governo iria "confiscar" a poupança, como fez o ex-presidente Collor, e agora ficou meio perdida, tentando ainda insistir no "confisco". Ora, há apenas 874 mil contas com mais de R$ 50 mil (como tem gente que tem mais de uma conta, os número de pessoas afetadas não deve superar 500 mil). Essa turma será taxada? Talvez não - basta que tirem o excendente dos R$ 50 mil e apliquem em outros fundos. Ao fim e ao cabo, o que tucanos e democratas poderão dizer? Que houve uma "tunga"? Já há economistas prevendo que a poupança receba mais recursos em função do "alívio" que a medida provocou... E durma-se com um barulho desses.

2 comentários:

  1. Mais um tiro que a oposicao dá no própio pé.

    ResponderExcluir
  2. Luiz, e nem todo mundo com poupança acima de 50.000 vai pagar IR; Depende de sua renda anual.

    Um aposentado que ganha 1.000,00 por mês pode ter poupança de até 300.000 que continua isento. A parte tributável da poupança será somada aos rendimentos anuais do caboclo.

    Se não alcançar aquele valor isento, não há o que pagar.

    pode ver melhor em

    A poupança, a Selic e os investimentos produtivos
    http://www.aleporto.com.br/blog.php?tema=6&post=1778

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.