segunda-feira, 28 de maio de 2007

Renan se diz vítima de ataque à privacidade

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMD-AL) já apresentou a sua defesa, no plenário da Casa, para as denúncias publicadas na revista Veja sobre o pagamento por um lobista da Mendes Jr. da pensão de uma filha que ele teve fora do casamento. Calheiros baseou sua defesa na desqualificação da denúncia da revista, que ele disse ser um ataque à sua privacidade e honra. Renan avançou pouco em relação ao que havia apresentado na sexta-feira, mas reconheceu a essência do que saiu em Veja, a saber: que tem uma filha com a jornalista Mônica Veloso; e que pagou a pensão e o aluguel do apartamento da mãe de sua filha por intermédio do lobista Claudio Gontijo, da Mendes Jr.

Agora, importa saber a repercussão da fala de Calheiros. Se os senadores julgarem que o que ocorreu foi de fato apenas a intermediação, por um amigo do senador alagoano, do pagamento de recursos para evitar um escândalo familiar, Renan tem alguma chance de escapar. Se esta versão não for bem assimilada, haverá abertura de processo no Conselho de Ética e, neste caso, Calheiros vira um pato manco na presidência do Senado ou dá um tempo e renuncia ao cargo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.