quarta-feira, 30 de maio de 2007

FHC defende afastamento de Renan e cria ditado: "faça o que eu digo, não o que eu fiz"

O ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB), que tem um filho fora do casamento com a jornalista Míriam Dutra, da TV Globo, defendeu nesta quarta-feira que o presidente do Senado, Renan Calheiros, que, como todo mundo já sabe, tem uma filha fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso, se afaste do cargo. "É melhor, fica mais fácil, se ele se afastar", disse Cardoso no Rio de Janeiro.

O ex-presidente certamente conhece bem o assunto e está apto a comentá-lo. Antes de qualquer comentário, porém, Cardoso poderia contar a Renan como foi que conseguiu resolver essa chateação de filho fora do casamento, pensão alimentícia por fora e, principalmente, explicar o segredo para manter o assunto fora da pauta da grande imprensa. Que Cardoso seja adepto do velho ditado "faça o que eu digo, não o que eu faço", não há problema algum, pois o país está mesmo cheio de Catões de fancaria a dar lição de moral bem no meio do bordel. O que não dá para aceitar é os jornalões publicarem os "conselhos" Cardoso a Calheiros sem uma única linha explicando a expertise do ex-presidente neste assunto.

Um comentário:

  1. Mas nunca antes na história desse país um governo combateu tanto o crime de colarinho branco como fez FHC. Lembremos a extinção da Comissão Especial de Investigação, cujas portas foram fechada nos primeiros 20 dias do primeiro governo do tucano.
    Peço licença para indicar um post de meu blog, a respeito da CEI.
    Obrigado.
    Humberto.
    http://ohomemfebril.blogspot.com/2007/06/fhc-combate-o-crime-de-verdade.html#links

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.