quarta-feira, 29 de abril de 2009

Uma chance para Aécio?

O ex-deputado federal Roberto Jefferson (PTB-RJ) pode ser muita coisa, mas bobo não é. Ao contrário, além de muito esperto, é um excelente observador da política nacional nos textos produzidos para o seu blog. É óbvio que tudo que ele diz tem viés, mas por trás do discurso enviesado é possível perceber o burburinho de muita articulação que está em andamento nos bastidores de Brasília. A nota abaixo é um bom exemplo e revela um certo desejo de parte da base aliada do governo em trocar o candidato. Este blog não acredita que o PT possa abrir mão da cabeça de chapa em 2010 salvo uma situação realmente excepcional, mas também acha que se Aécio Neves for candidato pelo PMDB com apoio de Lula e um vice petista, deixaria o governador José Serra (PSDB) comendo poeira, completamente isolado. Não deixa de ser uma variável de uma equação em aberto.

Mudança de rumo
O linfoma de Dilma Roussef desfez o cenário montado por Lula para a sucessão, obrigando-o a revê-lo, pois a base vai começar a dispersar. O tratamento a que a ministra se submeterá – rádio e quimio – exigirá que ela se afaste (a decisão, no entanto, terá de partir dela), fazendo de Erenice Guerra quadro do qual não se deverá abrir mão por ora. E se Dilma não se recuperar a tempo, Lula pode costurar, junto com o PMDB, o “pós-Lula”, apoiando um nome forte para manter a unidade. Aécio Neves tem chance de ser o cabeça desta chapa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.