segunda-feira, 31 de agosto de 2009

Foi remédio

A cantora Vanusa afirmou que errou a letra o hino nacional porque tomou uma dose exagerada de remédios para labirintite. Pode ser, e ninguém está aqui para duvidar da honestidade da cantora. Mas que parecia coisa causada por água que passarinho não bebe, isto lá parecia. De qualquer maneira, fica registrada a versão de Vanusa e o voto de confiança na versão da cantora, agora unida ao rabino Henry Sobel na explicação para o mico que pagou. Para quem não lembra mais, ele alegou ter tomado medicamentos a mais para justificar o episódio em que foi flagrado afanando gravatas em Miami. Este blogueiro felizmente passa bem longe desses perigosos remédios. Prefere Johny Walker Red Label (o Black está caro), em doses comedidas. A experiência já mostra que faz bem menos mal do que esses malditos remedinhos...

2 comentários:

  1. Eu creio que ela tenha tomado um coquetel Molotov...E olha que gosto da Vanusa!

    ResponderExcluir
  2. Willian Gonçalves1 de setembro de 2009 15:58

    Remédio ou não, não se justifica que ela não soubesse a letra do hino de cor, e necessitasse recorrer à leitura. O que aconteceu é que ela perdeu o ponto, como acontesse às vezes com apresentadores de telejornal. Jogador de futebol não saber a letra ainda vá lá, mas uma cantora profissional ser paga para apresentar uma música, qualquer que seja, e ainda assim não se preparar é muito feio...

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.