quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Defesa agora virou ataque

Arthur Virgílio desistiu de se defender. Está usando o seu tempo lendo notícias que desabonem o senador Renan Calheiros, a quem elegeu como inimigo mortal. Pode até carregar Renan para a lama, mas não refresca os seus próprios problemas. Aliás, esta crise pode acabar com uma espécie de carnificina no Senado: cai um, cai meia dúzia. No mínimo. Na linha de tiro, além de Virgílio e Renan (que deve ser mais uma processado pelos tucanos), Wellington Salgado e, claro, Sarney (PMDB), alvos do PSDB; Tasso Jereissati e Sérgio Guerra, pelo lado da artilharia peemedebista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.