segunda-feira, 18 de junho de 2007

Conselho de Ética do Senado vive sessão
"pode vir quente que eu estou fervendo"

Está divertida a sessão do Conselho de Ética do Senado Federal desta segunda-feira, ainda em curso. O depoimento de Pedro Calmon, o advogado da jornalista Mônica Veloso, foi um verdadeiro espetáculo de baixarias, com trocas de acusações entre Calmon e senadores ligados a Calheiros. Além da exposição sórdida de detalhes da vida privada de Mônica, Renan e do lobista Cláudio Gontijo, o ponto alto foi a acusação, feita pelo senador Almeida Lima (PMDB-SE), de que o presidente do Senado foi chantageado pela dupla Mônica-Gontijo. A novidade não está na denúncia em si, que inclusive já saiu na revista IstoÉ, mas no valor: R$ 20 milhões.

Agora é a vez de Cláudio Gontijo depor, mas já deu para sentir que quanto mais este caso for remexido, pior a situação de Renan Calheiros. E também que há milhões de motivos em jogo, dos dois lados da contenda...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.