terça-feira, 12 de junho de 2007

A bronca de Lula e o aviso de Frei Chico

A grande imprensa está fazendo muito estardalhaço com o suposto "envolvimento" de outro irmão do presidente Lula, o Frei Chico, nas investigações da Operação Xeque-Mate, que já resultou no indicamento de Genival Inácio da Silva, o Vavá, irmão mais velho de Lula. A participação de Frei Chico, porém, se resume a avisar o irmão encrencado que "uma bronca da porra" o esperava em Brasília. Ora, nada mais natural que Lula mandasse o recado por intermédio de Frei Chico. Quanto ao fato de Chico ter se apresentado como "Roberto", tanto pode ser um indício de que ele sabia que estava sendo gravado como uma prudência natural de quem está perto do poder. Este blogueiro já conversou com muita gente que, antes de falar de política, cumprimenta o araponga que está na escuta... Não há nada de ilegal ou errado, portanto, deve mesmo ser paranóia de um velho comunista – Frei Chico militou no "partidão" (o antigo PCB).

Evidentemente, o presidente Lula provavelmente não desejaria que tudo isto viesse à tona, mas o fato é desde o início das investigações, ele não levantou um único obstáculo para que a Polícia Federal fizesse o seu trabalho. E é mesmo a melhor postura para ele. Se Vavá tiver que ser julgado pelo oferecimento de trabalhos que jamais conseguiu realizar, que seja. Do ponto de vista do presidente, ruim não é ter um irmão encrencado com a Justiça, mas interceder para que a Justiça livre a cara de tal irmão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.