terça-feira, 9 de junho de 2009

Sobre o blog da Petrobras

A celeuma é grande, mas a questão é simples. A Petrobras tem todo o direito de editar um blog, algo absolutamente legal e normal. É a extensão do site da empresa, no fundo é a mesma coisa, com a diferença que a atualização é mais frequente. Qualquer empresa tem este direito líquido e certo. Os jornalões estão beirando a histeria porque no blog da Petrobras a assessoria de comunicação da companhia está publicando informações sobre as pautas que estes veículos pretendem realizar, com as questões dos jornalistas.

Muito barulho por nada, como diria o bardo. É evidente que as perguntas idiotas dos jornalistas expõem os jornais ao ridículo, mas é bom e salutar que este tipo de coisa apareça, porque o que a sociedade mais precisa é de transparência.

A imprensa prega a transparência dos três poderes, deveria aceitar ser transparente também. Fez pergunta para uma estatal, empresa mista ou órgão público? Que a pergunta seja tão pública quanto a resposta. É simples assim.

O que os jornalistas querem esconder? Sua própria ignorância? Alguns jornais reclamam que a exposição das pautas acabaria com os chamados "furos". Bobagem, ninguém dá furo de reportagem contatando a assessoria de imprensa de empresa alguma, furos são informações que os repórteres conseguem obter por meio de suas fontes e assessoria de imprensa não é fonte, é a voz oficial da companhia ou repartição pública.

Este blog é totalmente favorável à exposição do (péssimo) nível das questões e pautas que chegam às assessorias de comunicação (da Petrobras ou de qualquer outra empresa), quem sabe assim fica mais claro para o leitor o gato que está comprando por lebre. O jornalismo brasileiro é muito ruim, realizado em geral por focas despreparados e que mal sabem escrever em português. Alguns poucos abnegados com melhor qualificação que trabalham nas redações costumam salvar os textos, mas na propositura da pauta, nas questões enviadas para as assessorias fica patente a desqualificação de boa parte dos coleguinhas nas redações. Questionários com erros crassos de português são regra, não exceção. Portanto, parabéns à Petrobras, que está, evidente que por seus motivos particulares, dando uma boa contribuição à melhoria do jornalismo tupiniquim....

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.