sexta-feira, 5 de junho de 2009

Ainda sobre o líder italiano Silvio Berlusconi

Um jornalista italiano amigo deste blog discordou, em comentário postado na nota anterior, da análise feita aqui sobre o fim de carreira de Silvio Berlusconi após a divulgação das fotos no jornal El País. Segundo o periodista, que entende do riscado, o jornal espanhol fez "um favor" ao líder italiano. "Que homem da classe média italiana não gostaria de estar na pele de Berlusconi? E que mulher da classe média não gostaria de ser convidada para a mansão da Sardenha?", explica ele. Bem, um bom argumento contrário a esta tese é o de que nem tudo que desejamos para nós mesmos está entre os princípios que julgamos moralmente aceitáveis para aquele que nos lidera. De qualquer forma, nos próximos vai ficar claro se os italianos aceitam as farras de Berlusconi ou se o constrangimento será de tal ordem que force o fim de seu domínio na política local.

Em tempo: Berlusconi já deu sua versão sobre as fotos. Perguntou ao repórter: "você toma banho usando jaqueta ou gravata?"

2 comentários:

  1. Pedro P. Tardelli5 de junho de 2009 12:07

    Liberou geral na Itália, segundo o jornalista italiano. A maior parte dos cidadãos italianos da classe média, tanto homens (como Berlusconi) ou mulheres (convidadas)verão Berlusconi como "o cara" deles? Caramba! E eu que achava que os brasileirinhos e brasileirinhas (muitos descendentes de italianos) eram imbatíveis no quesito "sacanagenzinha".

    ResponderExcluir
  2. Vivi na Itália até sete anos atrás e tenho ainda familia por lá. Pessoalmente, não conheço ninguém que goste do Silvio Casanova, mas deve haver. Não é tão simples entender o fenómeno Berlusconi. É a assim chamada "maioria silenciosa" que, tendo ficado muitas décadas longe da politica, encontrou finalmente seu digno representante, ignorante como eles mas rico e atrevido. É uma sorta de revanche para com os mais intelecualizados que até então, na opinião deles, "mandavam" na Itália, decidindo o que era estúpido e o que não. Mas acho que a comédia chegou em um limite insustentável, até para os maiores supporters do petit-premier italiano (ou italiota). Mas talvez os berluscones tenham ainda que tocar o fundo do barranco para entender que o homem é um desastre para o pais. Infelizmente, a mãe dos idiotas está sempre grávida.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.