terça-feira, 9 de junho de 2009

PM de Serra entra em confronto na USP


Custa a acreditar que o governo de um ex-presidente da UNE seja capaz de tamanha barbaridade na maior universidade pública do país. No tempo em que o autor destas Entrelinhas estudou por lá, polícia não podia nem entrar no campus. Agora não só entra como joga gás lacrimogênio. Uma cena triste e que faz lembrar o tempo em que José Serra estava do outro lado do balcão, lutando contra os militares. O mundo gira, a Lusitana roda: hoje o repressor é ele.

2 comentários:

  1. Cara, a gente tem que dar um braço à torcer quanto ao Serra e o FHC: são dois merdas.

    Mas eu fico com esse mesmo questionamento seu: o que diabos aconteceu? Esses caras eram legais, pô!

    O que deu errado?

    ResponderExcluir
  2. Como é que pode a polícia entrar em uma universidade e partir feito trator em cima de estudantes e professore?. Quem ganha o que com isso? Será que Sao Paulo um dia vai sair desse "coma" induzido pelo psdb/pfl?

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.