domingo, 22 de julho de 2007

Devagar com o andor...

Muitos analistas, no calor da hora, têm escrito que o acidente com o Airbus da TAM em Congonhas é um fato político de conseqüências demolidoras para o governo Lula, que sairia arranhado do episódio ainda que a culpa pelo acidente seja da própria companhia aérea ou mesmo do piloto. Este blog não tem dúvidas de que uma tragédia deste porte afeta, sim, a popularidade do governo, mas avalia que as afirmações dos afoitos jornalistas e cientistas políticos não passam de chute. É possível que Congonhas vire um assunto das eleições municipais de 2008, mas nem isto é líquido e certo. A pauta de 2010 só Deus sabe qual será e se a crise aérea tiver sido solucionada até lá, é provável que ninguém toque no assunto. A mídia alinhada aos tucanos anda um tanto eufórica, mais até do que os líderes desses partidos. É do jogo, mas o resultado deste tipo de "campanha" pode ser o mesmo do gesto infeliz do assessor Marco Aurélio Garcia: se não tiverem cuidado, o feitiço vira contra o feiticeiro, pois o povo não é bobo e sabe distinguir a orquestração da imprensa contra o governante de plantão de um noticiário isento e correto.

2 comentários:

  1. Luiz, vá no site do Eduardo Guimarães, que tem notícias fresquinhas sobre essa história do IPT.

    ResponderExcluir
  2. Luiz, mais uma vez com razão... embora não seja exatamente um simpatizante do nosso presidente, não dá para sair dando tiros em direção ao Planalto toda vez que acontece uma calamidade. Vamos por partes!

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.