segunda-feira, 30 de julho de 2007

Folha de S. Paulo edita a manifestação do
movimento "Cansei" no caderno local

Curiosa a edição desta segunda-feira da Folha de S. Paulo: o jornal surpreende ao dar uma enorme foto na primeira página do ato do movimento "Cansei", com a palavra "Basta" e flores bem destacadas, conforme pode ser visto ao lado; e, ao mesmo tempo, esconde o noticiário sobre a manifestação no final do caderno Cotidiano, destinado às notícias locais.

Ao editar a passeata em Cotidiano, a Folha deixa claro que não a considerou um ato político, mas um mero protesto contra a crise aérea. Terá sido isto mesmo ou é intenção do jornal passar este tipo de imagem do movimento? A ver.

Em tempo: um leitor faz uma inteligente observação sobre a foto da Folha. Segundo ele, a foto pode revelar a dificuldade do jornal de transformar em milhares as centenas de manifestantes presentes no ato. De fato, nenhum jornal deu fotos abertas dos "6,5 mil" que estiveram na passeata.

3 comentários:

  1. Caro Magalhães. Um mero piteco. a foto, talvez expresse a dificuldade de tornar os milhares em centenas, tal como avaliado pelas pessoas presentes. Segundo, uma maneira de se dar publicidade e propaganda e, através disto, satisfações aos anunciantes. Terceiro. Uma forma de editorializar com imagens a adesão e engajamento meio vergonhoso. E, provavelmente, uma combinação entre estes e outros cuja informações não detenho. Abçs. ANF.sp.

    ResponderExcluir
  2. Me disseram que a passeata começou com umas 200 pessoas e no auge devia ter umas 800. Se fossem mais de mil, alguém teria dado a foto, claro!

    ResponderExcluir
  3. A Globo deu matéria no Fantástico dizendo que era uma passeata de parentes e amigos das vítimas.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.