terça-feira, 10 de julho de 2007

Renan: mãos sujas e atritos com a mídia

O senador Renan Calheiros (PMDB-AL), afirmou na tarde desta terça-feira que seus pares terão que "sujar as mãos" para arrancá-lo da cadeira de presidente do Senado. Pouco depois, ao ser interpelado pelo repórter Carlos de Lanoy, da TV Globo, Renan simplesmente recusou-se a responder a questão formulada e disse para quem quisesse ouvir: "Não respondo porque você mente". Quem joga truco sabe o que é isto: Renan gritou seis. O seja, vai pagar para ver.

Brigar com a TV Globo é uma estratégia sempre muito arriscada. Renan não nasceu ontem e está neste jogo há mais de 30 anos. Se decidiu comprar a briga, é porque tem bala na agulha. Pelo que corre em Brasília, a primeira vítima foi o senador cearense Tasso Jereissati, presidente nacional do PSDB, que acusa Renan de ter vazado informações para... o jornal O Globo! A bricadeira não é para amadores, mas este blog continua apostando em um processo (e desfecho) semelhante ao que viveu, por quase seis meses, o então senador Jader Barbalho (PMDB-PA), hoje deputado federal, em 2002.

2 comentários:

  1. Sendo ou não culpado o Senador Renan Calheiros, quem duvida que a questão é "fritá-lo" de qualquer maneira? E quanto mais durar a "fritagem", mais vantajoso para a turma do "quanto pior melhor".

    ResponderExcluir
  2. Luiz,

    Sempre passo por aqui desde o curso do Comunique-se, realizado lá na Facha, aqui no Rio, e não poderia deixar de comentar este post: de fato ele deve ter uma boa carta na manga.

    Tomei a liberdade de postar essa sua análise lá no meu blog. Se puder, dê uma passada por lá: www.sorrisosplasticosvblog.blogspot.com

    Se gostar do que leu, não deixe de comentar.

    Bjs ; )

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.