sexta-feira, 17 de agosto de 2007

Cansados e fracassados

O movimento Cansei fracassou. Na segunda tentativa de mobilizar a população para combater o governo Lula, após uma semana de intensos investimentos na mídia e farta distribuição de panfletos convocando para os atos em São Paulo e Porto Alegre, tudo que os cansados conseguiram foi levar 2 mil pessoas à Praça da Sé, em São Paulo, e 200 ao aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre. Na soma, foi menos gente do que ao casamento da filha de Geraldo Alckmin, que reuniu 5 mil convidados... O número de pessoas importa, sim. Só a baiana Ivete Sangalo, que esteve no ato, seria capaz de levar três vezes mais gente se divulgasse que cantaria duas ou três músicas, de graça, ao meio dia na praça da Sé... Mas nem os curiosos aderiram, e havia pelo menos meia dúzia de famosos em torno dos quais sempre junta gente.

A verdade é que o Cansei não tem a menor base social. Os organizadores temiam que militantes do PT provocassem alguma confusão na praça da Sé, mas nada disto aconteceu. Os golpistas puderam fazer o ato com tranqüilidade, inclusive com os brados de "Fora Lula", sem nenhuma ocorrência grave, salvo talvez a irritação de Hebe Camargo com os próprios manifestantes, que a chamaram de "malufista". Ao final, cantaram o hino nacional, mas deveriam mesmo ter cantado o hino do movimento...

Tudo somado, este blog aposta que, depois do fracasso retumbante, os cansados não retomarão fôlego e o movimento acaba por WO, até o final do ano.

5 comentários:

  1. Realmente foi um "fracasso" de público. E que "fracasso". Apenas "milhões" de pessoas que assistem ao Jornal Nacional da Globo viram o ato do movimento que prega aquilo que consta no nosso Hino Nacional: LIBERDADE, AMOR e ESPERANÇA.

    Tudo isso está embutido no "vaiasso".

    ResponderExcluir
  2. Julio,
    Obrigado pela audiência, antes de mais nada. Como você pode ver, aqui no Entrelinhas, todos os seus comentários são publicados, ainda que divergentes do que escreve o autor das mal traçadas. Não é o que se vê em blogs como o do Reinaldo Azevedo e outros anti-lulistas. Democracia é assim, quem fala o que quer às vezes ouve o que não quer. Mas contra fatos, não há argumentos: o Cansei fracassou. Esperavam levar 10 mil ao ato, levaram 2 mil, segundo a polícia do Serra, que deve com certeza não calculou "contra" o movimento.
    abs. Luiz

    ResponderExcluir
  3. Pois é Entrelinhas, tem uns blogs que quando consigo entrar, logo sou deletado, hehehe. No caso do Reinaldo deve ser algum tipo de orientação por causa de processos. Alguns internautas carregam nas "palavras". Aí, injúrias e calúnias se tornam um prato cheio pra ir a um tribunal. Mas, viva a democracia!

    Acredito que se você enviar um comentário ao Reinaldo, é aceito. Vai levar umas cacetadas, hehehe, mas vai ser aceito.

    Pra voce ver que há extremos dos dois lados, aquele blog "amigos do presidente" que foi citado num artigo do Olavo de Carvalho não aceita um "usinho" de vaia: http://www.osamigosdopresidentelula.blogspot.com/

    Quanto ao CANSEI não é o número de participantes num evento que vai definir o sucesso. E sim até onde vai chegar aquilo que estão transmitindo. Na internet e jornais, todos já conhecem o movimento. Agora aparecendo num jornal nacional uma massa maior de pessoas passam a saber tambem. E é o que interessa.

    Jesus começou com 12 discípulos. O que é o Cristianismo hoje?

    ResponderExcluir
  4. Sobre os comentários não publicados, o RA responde:

    "Ah, os dodóis estão fazendo beicinho, acusando-me de censura. Eles resolveram comentar aquele post sobre o merchandising nas novelas (ver abaixo), defendendo a proibição. Pois é. O blog é meu, e eu censuro os censores. Aqui, nem todo pensamento é válido e nem toda divergência é bem-vinda. Não sou a República de Weimar. Eu chuto o traseiro de censores. Ponto final. Não dou trela a quem quer solapar os meus direitos. Meu mundo tem hierarquia. E a minha liberdade está em primeiro lugar. É alguém ameaçar dizer o que posso e não posso fazer, além do que está socialmente pactuado, e o capeta baixa em mim. Vão se danar."

    ResponderExcluir
  5. Aquelas pessoas que participaram da manifestação, não foram p/ ver a Ivete, a Hebe, foram p/ dizer que estão cansadas da corrupção, da violência, de trabalhar de janeiro a maio apenas p/ pagar impostos, da impunidade, do caos da saúde pública, da educação e porque não, cansadas do Lula. É um direito legítimo que a democracia permite. Ou será que é só petista (e suas várias facções) que pode invadir e depredar universidade, cercear o direito de ir e vir do cidadão e utilizar dinheiro público para organizar marchas política-partidária?

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.