sábado, 4 de agosto de 2007

"Fora Lula" fracassou:
deixa o homem trabalhar

Como já era de se esperar, o movimento "Fora Lula" fracassou: reuniu menos de 5 mil pessoas em todo o país. Teve capital em que menos de 200 protestaram. E o Datafolha deste domingo revela que a popularidade do presidente não foi afetada pela crise aérea. A turma do Cansei, Dória Jr., Mainardi e Reinaldão à frente, vai fingir que foi uma grande vitória. No íntimo, estão decepcionadíssimos: mensalão, crise aérea e outras futricas não funcionam. O jeito seria partir par o golpismo escancarado, o que de certa forma o pessoal já faz, mas sem grande resultado. Está na hora da CUT aprimorar o "Cansamos" e mudar a palavra de ordem. Poderia ser algo como "Cansei? Deixa o homem trabalhar!" Este blog não duvida nada de um terceiro mandato de Lula...

6 comentários:

  1. Luciana - Porto Alegre4 de agosto de 2007 19:21

    Luiz Antônio,
    Deixa o homem trabalhar já é demais, né? Essa sua fé cega no governo Lula não pega bem!! Que tal ser um pouco mais imparcial? Tento entender como um jornalista como você pode continuar defendendo o nosso equivocado presidente, mas juro que não consigo! O Cansei é um movimento ridículo, a típica postura da elite brasileira que diz cansei, como se não tivesse nada a ver com aquilo que a faz ficar cansada. Mas, daí a defender o LULA? Em que planeta vocÊ vive? Que jornais lê? Com quem conversa? Qual é o seu país? Pelo amor de Deus! Assim você parece um papagaio de pirata postado nos ombros de Lula, assegurando-lhe, ante a todas as evidências de que o país está ótimo, tudo vai às mil maravilhas. Essa sua nota foi demais.

    ResponderExcluir
  2. Entrelinhas, "deixa o homem trabalhar"?

    Que bom para o Brasil se o homem trabalhasse...

    O Brasil nessa inércia, enquanto isso nossos irmãos gêmeos China e Índia crescendo...

    ResponderExcluir
  3. Na única foto aberta publicada até agora, tirada do alto do carro de som, não há mais de duzentas pessoas na maior de todas essas "manifestações" -- todas brancas, bem vestidas e a maior parte de óculos escuros. O número bate com a avaliação da CET.

    Se São Paulo reuniu duzentas, se o Rio juntou cem e Curitiba também; se em Brasília não passaram de oitenta e em Porto Alegre foram outras cem, de onde saíram essas cinco mil?

    ResponderExcluir
  4. Terceiro mandato? O Lula não consegue nem reunir metade do senado, como é que vai conseguir aprovar uma emenda dessa?

    ResponderExcluir
  5. A estimativa mais próxima da realidade é que seriam 3 (três) mil pessoas em todo o Brasil, ou seja, aproximadamente 0,001% do eleitorado nacional.

    ResponderExcluir
  6. Luiz, quando mais jovem, eu botei na cabeça que não devia votar em ninguém. Comparecia, mas não votava. "Todos eram 'ladrões'...", sabe? E eu sabia muito do mundo...e também tinha, na ponta da língua, a justificativa: eleição é escolher entre o menos ruim ( até hoje eu escuto falarem isso ). Mas também não gosto de frases-feitas. Mas percebi, tardiamente, que a vida é dessa forma: temos que escolher - sem esquecer que também temos nossas limitações e isso reflete em nossas avaliações - o "menos ruim" o tempo todo e, eleitoralmente, as escolhas que se nos dão são essas. Sem utopias.A vida é assim. Não foi o Lula quem inventou o Estado, a Democracia, a cobrança de impostos e nem a Propriedade Privada. Não foi ele quem botou a primeira cerca num terreno e falou que ninguém entraria lá, pois lhe pertencia e, quem não tivesse onde cair morto, que fosse cair morto em outro lugar ( "outro lugar" também já tinha "dono", descobriríamos mais tarde ). Ele veio, viu e venceu, pois esse é o jogo, posto na mesa antes mesmo dele ter nascido.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.