segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

Serra suspende saques com cartão e avisa:
não há problema algum com os saques

O governador de São Paulo, José Serra (PSDB), é um sujeito engraçado. Nesta segunda-feira, anunciou que estão suspensos todos os saques dos cartões corporativos do governo paulista e aproveitou para explicar que a medida nada tem a ver com as recentes denúncias (na verdade, não foi bem uma denúncia, mas mera constatação) de que foram sacados, só em 2007, R$ 48 milhões com os plásticos do governo de São Paulo. Segundo Serra, a medida foi tomada para "fazer um exame nos saques já realizados". Ah, sim, já devia estar até programado na agenda oficial: "dia 11 de fevereiro, suspender saques nos cartões para checagens". Convenhamos, nem Paulo Maluf teria tamanha cara de pau para dizer uma coisa dessas.

Enquanto os saques estão suspensos, os perdigueiros da nossa imprensa poderiam ir atrás dos portadores dos cartões e tirar uma fotografia do plástico, só para saciar a curiosidade da patuléia. Seriam os cartões dourados ou prateados? E, mais importante: qual a bandeira, que banco ou financeira opera esses plásticos? O governo Serra paga alguma taxa sobre os saques ou juros sobre eventuais atrasasos na quitação das faturas? O povo quer saber, mas o governador não quer contar...

Um comentário:

  1. Fico feliz pelo trabalho que você desenvolve em seu blog, só lamento que não haja tantos comentários.

    Continue assim amigo

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.