quinta-feira, 19 de outubro de 2006

Jorge Rodini: a batalha do Maranhão (2)

Em mais uma colaboração para o blog, Jorge Rodini, diretor do instituto Engrácia Garcia de pesquisas, volta analisar o cenário eleitoral no Estado do Maranhão, onde as pesquisas estão apotando ligeiro favoritismo para a senadora Roseana Sarney. Pelo texto de Rodini, de fato Roseana ainda tem uma ligeira vantagem sobre o pedetista Jackson Lago. É bom lembrar que o Maranhão é mais um estado em que Geraldo Alckmin simplesmente não tem palanque: lá, Jackson tem o apoio do PT, mas a candidata de Lula é mesmo Roseana. Se Alckmin conseguir passar dos 20% no Estado, poderá se considerar um homem de sorte. Leia abaixo do texto de Jorge Rodini.

A disputa eleitoral no Estado do Maranhão sempre foi singular. A última pesquisa Ibope deu resultado favorável a Roseana Sarney contra Jackson Lago (51% x 45%).Pesquisas internas da candidatura pedetista mostram que o ex-prefeito de São Luis pode ser o vencedor.

1. Primeira Hipótese: Roseana obtém apenas os seus votos no primeiro turno nas cidades com mais de 30 mil eleitores e Jackson arrebanha todos os votos dos outros adversários no primeiro turnos. Consequência: se Roseana, que obteve vitória em 1° de outubro em 174 cidades das 217 do Estado, conquistar 65% dos votos válidos contra 35% de Jackson nos municípios com até 30 mil eleitores, isto já será o suficiente para a senadora ganhar a eleição. Basta que no segundo turno tenhamos o mesmo padrão de abstenção, votos brancos e nulos do primeiro escrutinio.

2. É bom lembrar que Roseana, em muitos desses pequenos municípios, chegou a obter mais de 80% dos votos válidos. Em Sucupira do Riachão, por exemplo, a senadora teve incríveis 94% dos votos válidos.

3. Isso demonstra como a geografia eleitoral maranhense é intrigante... Os pequenos municípios podem fazer a diferença. A vantagem do pedetista nas vinte maiores cidades pode não ser suficiente para derrotar os Sarney e igualar a Bahia na queda de mais uma oligarquia.

Síntese: Jackson Lago terá que que alavancar em muito seu desempenho nas grandes cidades e tentar avançar sobre o eleitorado de Roseana nas pequenas cidades, se quiser ser o próximo governador maranhense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.