quinta-feira, 14 de setembro de 2006

O debate mais chato da história

Foi difícil acompanhar na noite de ontem o debate da TV Gazeta entre os presidenciáveis Geraldo Alckmin, Heloísa Helena e Cristovam Buarque. Os três se uniram para criticar o presidente Lula pela ausência no programa, mas a verdade é que ele fez bem em não comparecer, dado o nível do encontro, para lá de sofrível. A coisa foi tão ruim que não dá nem sequer para apontar um vencedor no debate. O jornalista Carlos Marchi tentou fazer uma gracinha – dirigiu uma pergunta ao presidente Lula –, mas nem isto a apresentadora Maria Lydia permitiu. Se a eleição terminar no primeiro turno, terá sido um castigo justo para a oposição, por ter escolhido candidatos tão ruins para concorrer neste ano. E não foi por falta de alternativas: podiam estar ali, representando PSDB, PSOL e PDT, gente como José Serra, Plínio de Arruda Sampaio e Nilo Batista. Gente com idéias na cabeça e capacidade de debater projetos para o Brasil, e não picuinhas e generalidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.