segunda-feira, 19 de março de 2007

Uma ministra candidatíssima

Marta Suplicy (PT-SP) nem titubeou e aceitou o ministério do Turismo mesmo sem o controle da Infraero, cujo controle poderia passar da pasta da Defesa para as mãos da ex-prefeita, conforme especulou a imprensa nos últimos dias. Não é certamente o ministério mais vistoso e nem há muito dinheiro para gastar, mas tudo que Marta precisava era de uma janela para manter seu nome na mídia e conseguir "recall" para a sua próxima jogada eleitoral, provavelmente já em 2008, rumo ao Palácio do Anhangabaú, na capital paulista. Se o jogo estiver muito embaralhado, a ex-prefeita poderá perfeitamente permanecer no ministério e aguardar 2010, quando poderia disputar o governo paulista ou até mesmo a presidência da República.

Candidatíssima, Marta tem à disposição alguns bons nomes, como o de Eduardo Sanovic, que já dirigiu o Anhembi, para fazer uma gestão competente no ministério do Turismo. Na verdade, basta continuar o trabalho do ministro Walfrido dos Mares Guia, uma grata surpresa do primeiro mandato de Lula, e desviar das cascas de banana que os adversários certamente jogarão, para consolidar uma candidatura viável a qualquer dos três cargos mencionados. Se Marta vai virar prefeita, governadora ou presidente, só o futuro vai dizer. O fato é que ela está no jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.