segunda-feira, 26 de março de 2007

Ainda sobre as pesquisas do Datafolha

A Folha de S. Paulo parece não dar bola aos jornalistas que mais entendem de pesquisa na sua própria redação. O colunista Fernando Rodrigues, por exemplo, é um especialista no assunto - seu blog contém a provavelmente mais respeitável base de dados de pesquisas eleitorais e de desempenho de governos brasileiros que existe na internet.

Pois bem, Fernando Rodrigues fez o seguinte comentário ao analisar o resultado do levantamento do Datafolha sobre a popularidade do presidente Lula:

Lula nas alturas – o petista bate seu próprio recorde e atinge 48% de aprovação ao seu governo depois de 3 meses no cargo neste segundo mandato (Datafolha). Em 2003, nesta mesma época, tinha 43%. Todos os outros presidentes pós-ditadura militar (1964-1985) tiveram marcas piores do que as de Lula neste período do mandato.

O leitor da Folha, porém, não ficou sabendo de nada disto. O jornal simplesmente escondeu a informação da aprovação a Lula - preferiu destacar que a taxa caiu 4 pontos desde o final do ano passado, em plena euforia da reeleição... Claro, o jornal não mentiu, apenas fez a leitura que considerou mais apropriada dos fatos. Pesquisas, como se vê neste exemplo, são matéria prima para toda a sorte de manipulação do noticiário.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.