sexta-feira, 13 de abril de 2007

Projeto que prevê o fim da reeleição pode
abrir caminho para nova reeleição de Lula

O título acima pode parecer paradoxal, mas a negociação para acabar com a reeleição para presidente, governadores e prefeitos, que estaria atualmente em curso, envolvendo governo e oposição, segundo informa nesta sexta-feira a Folha de S. Paulo, poderá abrir uma brecha para mais um mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O raciocínio é simples: se de fato a legislação for modificada para acabar com a reeleição e aumentar os mandatos para 5 anos, é lícito supor que se trata de uma nova etapa da vida política nacional. Com o jogo zerado, todo brasileiro legalmente apto poderia ser candidato a presidente, inclusive Lula, que disputaria o pleito dentro das novas regras, pela primeira vez.

A discussão vem em boa hora e deveria ser ampliada: por que os deputados e senadores podem disputar sucessivas eleições e os prefeitos, senadores e presidente não podem? Há diversas democracias nas quais o mandato presidencial é ilimitado. Duro mesmo é o presidente vencer sucessivas eleições, após o natural desgaste que o tempo no Poder vai proporcionando. Na verdade, a pergunta que não quer calar é simples: por que não deixar o povo decidir se quer ou não um presidente por 8, 12 ou até por um período mais longo? Se a eleição é livre e democrática, não há nada de autoritário nisto...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.