terça-feira, 10 de abril de 2007

Aprovação de Lula: é a economia, estúpido

Saiu nesta terça-feira o levantamento do instituto Sensus sobre a popularidade do presidente Lula e de seu governo, cujos detalhes podem ser conferidos abaixo, na versão da Folha Online. É o terceiro melhor desempenho desde a posse, em 2003, só perdendo para a avaliação um e cinco meses após a posse, no primeiro ano de governo. A tal crise aérea em nada afetou a imagem do presidente, conforme este blog já previa: para o povão, é até engraçado ver ricos reclamando das filas... A explicação para tamanha aprovação é até óbvia: a economia brasileira vai bem, obrigado. Podem chorar os exportadores e empresários afetados pela taxa de câmbio, mas o fato é que o povão está consumindo mais, vivendo melhor e tendo mais chances de emprego sob Lula. Se tudo continuar neste ritmo, serão mesmo anos difíceis para tucanos, democratas e esquerda radical.


Governo Lula registra 3ª melhor avaliação desde 2003, diz CNT/Sensus

GABRIELA GUERREIRO - da Folha Online, em Brasília

O governo federal foi avaliado de forma positiva por 49,5% da população, segundo pesquisa divulgada nesta terça-feira pela CNT/Sensus. Esse índice é o terceiro melhor já obtido pelo governo federal desde janeiro de 2003, início do primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Há um ano, em abril de 2006, o governo Lula foi avaliado de forma positiva por 37,6% da população.

A melhor avaliação foi obtida em janeiro de 2003, logo após a primeira posse, quando o governo recebeu nota positiva por 56,6% dos entrevistados. O segundo melhor momento do governo foi registrado em maio de 2003, quando 51,6% fizeram uma avaliação positiva.

Já o desempenho pessoal do presidente Lula foi avaliado como positivo por 63,7% da população.

Apesar dos resultados favoráveis ao governo, o chamado "índice do cidadão" (IC) --calculado com base em cinco variáveis socioeconômicas teve avaliação negativa da população. A maioria dos ouvidos (44,48%) teve percepção de queda nos serviços essenciais do país, no nível de emprego, renda, saúde, educação e segurança.

O diretor do Instituto Sensus, Ricardo Guedes, acredita que a avaliação positiva do presidente e do governo são conseqüências do carisma de Lula aliado ao início do segundo mandato. "Tem a ver com a expectativa de início de governo. A avaliação de Lula é mais positiva que do próprio governo por ele ser um líder carismático."

Ele não soube justificar por que o desempenho do governo foi positivo enquanto os serviços oferecidos à população receberam avaliação negativa.

De acordo com o levantamento, 54,8% dos ouvidos acreditam que nos próximos quatro anos o governo Lula será melhor que no primeiro mandato.

A pesquisa foi realizada entre os dias 2 e 6 de abril com 2.300 pessoas em 136 municípios das cinco regiões do país. A margem de erro é de três pontos, para mais ou para menos.

Um comentário:

  1. Com a implantação do PAC e a obtenção de resultados, não vejo como Lula não indicar o seu sucessor e não ser o indicado o próximo presidente.
    Apesar do trabalho de desconstrução do governo que vem sendo feito por parte da imprensa, o governo tem tomado boas medidas.
    Vejam os resultado desta pesquisa do Sensus, é um demostração que tudo caminha bem.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.