terça-feira, 18 de julho de 2006

Só para comparar

Manchete da Folha de S. Paulo desta terça-feira: "Conflito no Líbano já tem mais de 200 mortos". Muita gente morta? Sem dúvida, muita gente. Em São Paulo, na semana do fatídico 15 de maio, a Polícia Militar apresentou uma lista de 110 suspeitos de pertencerem ao PCC que foram mortos, supostamente em confrontos com os policiais (é bom lembrar que 26% dos suspeitos não tinham ficha na polícia). Este número depois aumentou, mas vamos considerar os relatórios oficiais da secretaria de Segurança. É preciso ainda somar os 110 supostos criminosos aos 21 policiais e civis mortos pelo PCC entre os dias 12 e 15: a conta está em 131 mortos na pacífica São Paulo. Isto tudo em apenas uma semana. No resto do mês, mantida a taxa trimestral de homicídios de 2005, devem ter sido assassinados mais 500 brasileiros no Estado de São Paulo. Já seriam então mais de 630 mortos em um mês. Se os ataques continuarem na mesma intensidade, talvez no Líbano se consiga chegar ao número de mortos em maio no Estado de São Paulo. Talvez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.