sábado, 1 de julho de 2006

A derrota do Brasil foi boa para Alckmin

É claro que ele vai negar de pés juntos, mas, no íntimo, Geraldo Alckmin (PSDB) deve ter gostado da vitória da França sobre o Brasil. Muita gente acha que política e futebol não combinam e que a influência da Copa nas eleições é nula. Pode até ser que a influência seja mesmo pequena, mas a verdade é que para Alckmin a vitória da seleção não ajudaria em nada. O clima de euforia que o hexacampeonato certamente provocaria era tudo que o presidente Lula queria para coroar o último ano deste mandato na Presidência.

Ademais, com a derrota do escrete canarinho, a população começa finalmente a refletir sobre a próxima "competição" importante – as eleições de outubro. E logo em um momento de ascensão do candidato tucano. Os últimos dias têm sido realmente favoráveis a Geraldo Alckmin.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.