terça-feira, 18 de março de 2008

Mercados maníaco-depressivos

É bom ninguém se entusiasmar muito com a alta das bolsas de valores, aqui e lá fora, nesta terça-feira. É claro que o corte na taxa de juros básica dos Estados Unidos, de 0,75 ponto percentual, ajuda a animar o mercado e minimizar os riscos de uma catástrofe econômica no coração do império, mas a verdade é que ninguém sabe ainda o tamanho da encrenca e embora não seja o cenário mais provável, é perfeitamente possível que a crise de fato tenha proporções muito maiores do que é possível visualizar neste momento. No fundo, só é possível saber a dimensão de uma crise quando ela acaba. Qualquer palpite neste momento é mero chute.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.