terça-feira, 4 de setembro de 2007

Ainda sobre sorte e azar

Quem gosta de futebol e tem filhos sabe que uma das tarefas mais importantes da paternidade é influenciar na escolha do time de coração dos pequenos. Afinal, todo pai que é torcedor de verdade espera que os filhos professem a mesma crença, porque futebol é mesmo uma religião. O problema é que nem sempre é possível controlar todas as variáveis relevantes: levar a criança ao estádio e ver o time ser goleado, por exemplo, é sempre um péssimo sinal e se a equipe vai mal por um par de anos, já pode ser um fator determinante para que o pimpolho invente de torcer pelo arqui-rival do time de seu pai. Tudo isto não para falar de novo que o governador José Serra é mesmo um grande azarado, mas para contar uma história singela. Nas últimas duas semanas, o autor dessas mal-traçadas decidiu levar a sério a tarefa de finalizar a "formação" clubística de seu filho de 5 anos. Um pouco temeroso de um tropeço tricolor, levou o pequeno para ver a partida entre São Paulo e Náutico, no Morumbi, domingo retrasado. Tarde de sol e calor, depois de um primeiro tempo sofrível, não é que o time acordou e enfiou 5 a 0 nos pernambucanos? Uma semana depois, na noite deste sábado, a dose foi repetida, com a advertência ao pequeno de que seria muito difícil outra goleada – placares elásticos não são típicos em um campeonato duro como o Brasileirão. Pois não foi que o tricolor sobrou em campo e fez meia dúzia de golaços contra o Paraná Clube? Após um 5 a 0 e outro 6 a 0, não há a menor possibilidade do pequeno são-paulino mudar de idéia, já virou um fã de Rogério Ceni e Dagoberto. Sorte, como se vê, pode ajudar em muita coisa na vida. Este blog não tem a informação precisa, mas se fosse para adivinhar, apostaria que os filhos do palmeirense José Serra são corintianos ou santistas...

3 comentários:

  1. Mesmo antes dessas duas goleadas já não havia chance de seu pimpolho mudar de time. Mas esses jogos serão inesquecíveis para ele, isso sim. Você precisa é levar o seu sobrinho. Esse sim precisa aproveitar esta maré para definir o time logo. Já a minha pimpolha, se tudo der certo, terá nascido no ano do pentacampeonato.

    ResponderExcluir
  2. Não abuse da sorte.
    É melhor não levá-lo no San-São na semana q vem!!!

    ResponderExcluir
  3. Espero que você não tenha tirado o pequeno da frente da TV na hora do penalti do Atlético Mineiro.

    Se o muleque assistiu, ja era, mais um tricolor no mundo.

    abraços

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.