terça-feira, 5 de agosto de 2008

Mais uma obra de FHC?

Segundo dados divulgados hoje pelo Ipea e Fundação Getúlio Vargas, a pobreza está diminuindo, a classe média só faz crescer e o número de ricos vem aumentando. Tudo isto no Brasil dos últimos 5 anos, conforme detalha a matéria do UOL, cujo lide vai abaixo. Sim, os números são bons, um verdeadeiro alento, mas antes que os tucanos e democratas comecem a lembrar, é óbvio que esses resultados não são consquência de ações empreendidas durante o governo Lula. Estava tudo lá, no governo do homem que falava línguas e montou "as bases" do sucesso do sortudo que veio depois dele. Sim, o blog está falando de Fernando Henrique Cardoso, esta figura admirável sem o qual os brasileiros não seriam nada do que são nos dias de hoje. O Entrelinhas apenas estranha que tamanha genialidade não tenha sido utilizada em proveito próprio ou para benefício de seus amigos, a começar pelo então candidato José Serra, que perdeu de Lula na eleição de 2002. Este Cardoso, além de gênio da raça, é mesmo um homem generoso: prefere que o sucesso aconteça para seus inimigos...

Pobreza diminui, número de ricos aumenta e classe média cresce, afirmam estudos do Ipea e da FGV

Em São Paulo- Dois estudos divulgados nesta terça-feira (5) mostram mudanças nas classes sociais brasileiras em seis regiões metropolitanas do país: São Paulo, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre, Salvador e Recife. Um levantamento do Ipea (Instituto de Pesquisas Econômicas Avançadas) revela que o número de pessoas pobres -com renda igual ou inferior a meio salário mínimo- caiu de 35% para 24,1% no período de 2003 a 2008. Ao analisar a outra ponta da população, o levantamento mostra que o número de indivíduos pertencentes a famílias com renda mensal igual ou superior a 40 salários mínimos (R$ 16,6 mil) cresceu de 0,8% para 1%. A expectativa para 2008 é que 11,3 milhões de pessoas estejam na linha da pobreza.

Um comentário:

  1. Sr. LAM: Apesar da ironia, é correto afirmar que FHC(o Bokamole) acabou com a pobreza no País. É totalmente verdadeiro que FHC eliminou quase que a totalidade de pobres existenters durante seus dois mandatos. Só não eliminou mais por falta de tempo. Aqui no RJ sobraram poucos. Basta constatar que boa parte dos prestadores de serviços como taxistas, etc.. são formados|: engenheiros, economistas, etc... Mais quatro anos e ele chegava à perfeição. O único senão è o método FHC de acabar com pobres...
    Acabar com pobre é fácil. Difícil é alimenta-los ou permitir que se mantenham vivos. Isto, o bokamole não sabe como fazer...

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.