sexta-feira, 15 de dezembro de 2006

Reação popular pode brecar super salário

Como era de se esperar, não pegou nada bem para os congressistas o aumento de quase 100% acertado para os seus próprios salários. A indignação é grande e vários deputados e senadores já contestam o acordo ou dizem que não aceitarão o aumento, se ele realmente vier a ser concedido.

Ainda é cedo para garantir que os R$ 24,5 mil mensais dos deputados e senadores já estão se tornando sonho de uma noite de verão, mas a julguar pela péssima repercussão da medida na mídia, os parlamentares talvez sejam obrigados a recuar e contar com um aumento mais modesto, que levaria o salário dos deputados e senadores para a faixa de R$ 16 mil.

Talvez o mais correto seja adotar no Brasil a regra que vigora nos Estados Unidos, onde os salários dos congressistas são reajustados anualmente pelo índice da inflação menos 0,5%. Assim, o parlamentar recebe um aumento sempre inferior ao que a maior parte dos trabalhadores conquista em suas negociações com a iniciativa privada ou setor público.

Um comentário:

  1. Vamos coletar 1.000.000 de assinaturas e acabar com a farra desta gente.

    Participo de um movimento para fazer um abaixo-assinado contra o aumento.

    Se vc puder divulgar o endereço, eu agradeço.

    http://aumentos.blogspot.com/

    Abs

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.