quinta-feira, 7 de dezembro de 2006

Nanicos em festa: cai a cláusula de barreira

A política brasileira é engraçada. O Supremo Tribunal Federal acaba de derrubar a cláusula de barreira, o que permitirá aos pequenos partidos os mesmos direitos dos grandes. Os nanicos, obviamente, estão em festa, porque sempre lutaram contra a regra. Em tese, realmente não é má idéia uma legislação para combater os partidos de aluguel, que acabam sobrevivendo "prestando serviços" a determinados candidatos em anos eleitorais, seja pelo "arrendamento" do tempo que dispõem na televisão, seja pela aliança formal com legendas maiores. Por outro lado, a democracia brasileira pode preferir tolerar essas práticas em nome de manter pequenas legendas com história política séria (PCdoB e PCB, por exemplo) funcionando normalmente, sem constrangimentos. É uma opção que cabe à classe política.

Tudo somado, o mais engraçado nessa história toda é que, por causa da cláusula de barreira, o PPS deixou de existir: uma fusão juntou o partido de Roberto Freire com o PHS e PMN. Os três fundaram a Mobilização Democrática (MD). Será que com a queda da cláusula o MD continua? Freire com a palavra...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.