quinta-feira, 17 de abril de 2008

Agripino e Virgílio defendem Meirelles

O jornalista Reinaldo Azevedo, crítico contumaz do governo Lula, não gostou nada das entrevistas de José Agripino Maia (DEM-RN) e Arthur Virgílio (PSDB-AM) ao Jornal da Globo de ontem, em que ambos defenderam o aumento na taxa básica de juros do país. Azevedo escreve em seu blog um divertido e ao mesom tempo instigante artigo em que constata que o PT e o presidente Lula conseguem, graças à atuação desastrada da oposição, os benefícios políticos dos pontos positivos da política econômica (estabilidade, crescimento etc.) ao mesmo tempo em que se distanciam dos aspectos negativos ou dos sacríficios impostos à população, como é o caso do aumento da taxa de juros. Nesta hora, diz Reinaldo, é a oposição quem aparece como fiadora da "responsabilidade fiscal" ou coisas do gênero.

É claro que o jornalista condena a atuação "pragmática" dos oposicionistas, que ele classifica de "ingênua". O que Reinaldo não diz, porém, é que por trás desta estratégia dos tucanos e democratas está um fato simples e que explica inclusive a reeleição do presidente Lula: a oposição não tem projeto, não tem programa de governo e não sabe o que dizer aos eleitores. Não é um problema de forma (erro na comunicação), mas de conteúdo: Lula e o PT estão realizando uma gestão social-democrata, e de forma melhor, como mais resultados para o povão, do que o consórcio tucano-pefelista logrou empreender entre 1995 e 2003. Assim, a questão é simples para os eleitores: Lula governa melhor, a oposição não tem propostas alternativas e só faz agredi-lo para tentar voltar ao poder. Neste cenário, por que arriscar um retorno aos tempos tão difíceis de FHC? É simples assim, só vê quem não quer...

3 comentários:

  1. Barba, cabelo e bigode Luiz...

    ResponderExcluir
  2. Seu post vai ao encontro do que postou ontem, exasperado, o Noblat, que tem atuado quase como um orientador da oposição, com direito a puxar a orelha de senador (Pedro Simom) e tudo.

    ResponderExcluir
  3. Lula é igual massa de pão quanto mais batem mais cresce.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.