segunda-feira, 26 de novembro de 2007

Soninha, Serra e o que importa na política

Este blog recebeu o comentário abaixo, assinado por Soninha, sobre a nota Cheia de charme, publicada aqui na sexta-feira. Supondo que o texto seja mesmo da vereadora Soninha Francine, pré-candidata do PPS à prefeitura de São Paulo, cabem dois reparos à argumentação dela. Primeiro, vamos ao texto da vereadora.

"Será que não era melhor analisar a Câmara Municipal de São Paulo, com a bancada do PT continuamente alinhada com o Centrão - que, por se dizer independente, joga na oposição até o momento em que é convencido a votar com o governo e deixa a oposição a ver navios -para "a compreensão da política paulista", em vez de saber, pela coluna social, o que até a torcida do Flamengo já sabe e não diz nada sobre "a política paulista"? (No mesmo camarote no Morumbi estavam o governador do Rio, o Ministro dos Esportes (com esse também me encontro inúmeras vezes) e o presidente do Dir. Estadual do PT. O que isso diz sobre a política nacional? Acertou: nada). É muito veneninho e pouca análise do que realmente importa, né não?"

Antes de mais nada, o veneno é todo da colunista Mônica Bergamo, de quem Soninha parece ser fonte, já que não foi a primeira vez que a jornalista da Folha publicou notas sobre a crescente aproximação da vereadora com o governador José Serra (PSDB). Em segundo lugar, este blog considera a boa relação entre os políticos em questão relevante para a cena política paulista por um motivo simples e que já foi tratado neste espaço diversas vezes: a candidatura de Soninha à prefeitura de São Paulo serve aos interesses de Serra, uma vez que ajuda a dividir o campo de esquerda e pode até ser uma espécie de "segundo cavalo" do governador, caso Geraldo Alckmin insistir em ser candidato e/ou Gilberto Kassab (DEM), candidato que realmente mora no coração de Serra, perder fôlego.

É preciso reconhecer, porém, que a falta desta explicação na nota anterior pode ter levado algum desavisado a imaginar que estas Entrelinhas estariam avalizando o veneno de Mônica Bergamo. Bobagem: o assunto aqui é mídia e política. Relações pessoais ficam de fora, basta ler tudo que já foi publicado sobre Renan Calheiros e Mônica Veloso, por exemplo. O que importa para este blog são as consequências políticas e/ou midiáticas de acontecimentos da vida privada dos homens (e mulheres) públicos.

Um comentário:

  1. Será que o Serra vai começar a fumar maconha ?

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.