quinta-feira, 22 de novembro de 2007

Jorge Rodini: A quem Dunga quer enganar?

O jogo do Brasil contra o Uruguai da noite de ontem parece ter mexido com os torcedores. Menos de 12 horas após a vitória, o craque Jorge Rodini, diretor do instituto de pesquisas Engrácia Garcia, já tinha enviado ao blog a sua análise sobre o que seu passou no Morumbi. O Entrelinhas trata de mídia e política, mas abre espaço para futebol sempre que a pátria de chuteiras entra em campo. Abaixo, pois, segue a íntegra do comentário de Rodini:

Dunga, o gaúcho que está técnico da seleção, não tem culpa disso. Foram os "teixeirões" que o colocaram lá. Quem tem três craques, quase gênios, como Ronaldinho, Robinho e Kaká, além de muitos outros bons jogadores, não pode depender de um gol espírita a La Gighia ou a La Valdomiro (na classificação da primeira fase da Copa 1974 contra o Zaire). Que esquema tático é este? Aliás, Dunga sabe o que é isto, um esquema tático?

Não podemos nos contentar com a desculpa do pouco tempo de treino da seleção.Se o treinador convoca só "estrangeiros" (a exceção é Kleber), parece não estar preocupado com entrosamento. Além do mais, o Uruguai teve o mesmo tempo que nós e deu um baile no Brasil. Parecia que o time da camisa azul celeste era o Brasil.

Quase foi um Morumbinazzo. Seria desastroso, mas oportuno. Dunga, o gigante anão, sofreria muito para se manter no cargo.

A seleção Dengosa, Soneca e Zangada poderia ter feito um jogo de Mestre para deixar a torcida Feliz. Mas engripou: Atchim, então!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.