quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

EUA: John Edwards pede para sair,
Rudy Giuliani também deve pular fora

O cenário eleitoral nos Estados Unidos começa a clarear um pouco, mas ainda segue bastante indefinido. Hoje, o democrata John Edwards anunciou a sua saída da disputa pela candidatura à Presidência dos EUA, mas não deve, pelo menos por enquanto, apoiar nenhum dos postulantes que permanecem na disputa, segundo informações das agências internacionais.

Do lado Republicano, também é esperada para hoje a renúncia de Rudolph Giuliani, o ex-prefeito de Nova York que era o favoritíssimo antes das primárias começarem e acabou se mostrando um grande fracasso eleitoral. Rudy Giuliani, informam as agências, deve anunciar apoio a John McCain.

Faltando poucos dias para a tal "super-terça", que cai bem no meio do Carnaval brasileiro, quando mais de 20 estados norte-americancos realizam as primárias, a situação parece ter se afunilado: entre os democratas, a previsão é uma disputa bem acirrada até a Convenção, entre Barack Obama e Hillary Clinton. Já entre os republicanos, John McCain conseguiu uma vantagem um pouco mais expressiva sobre os demais concorrentes, mas a verdade é que a decisão nos 22 estados ainda pode recolocar o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney ou o ex-governador do Arkansas Mike Huckabee na briga pela Casa Branca.

Este blog não consulta videntes, como bem sabem os leitores assíduos, mas, olhando de longe, arriscaria dizer que Hillary e McCain serão os candidatos oficiais em novembro, o que resultará uma eleição também bastante acirrada.

Um comentário:

  1. conversando com o além, recebi as seguintes respostas:

    Hillary & Roomney serão os indicados nas convenções partidárias .


    Porém, no domingo FHC manifestou seu apoio à candidatura de Hillary, o que pode atrapalhar todas as minhas previsões.

    um abraço

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.