sábado, 24 de fevereiro de 2007

Um olhar sobre a blogosfera

João Pedro Stédile escreveu sobre a calmaria do momento e parece ter razão. Uma maneira de aferir como andam as coisas pelo país é navegar na blogosfera. Os blogs, digamos assim, mais conservadores podem dar indícios dos humores da oposição. Nesta sexta-feira, o jornalista Reinaldo Azevedo se dedica a rebater as críticas aos bancos antimendigos do prefeito paulistano Gilberto Kassab (PFL). Reinaldo acha que os jornais que representam as classes dominantes estão muito esquerdistas porque criticam os bancos inaugurados pelo prefeito, nos quais não é possível aos seres humanos deitar e cochilar.

Os mendigos de São Paulo agora precisam dormir no chão e Reinaldo achou demais da conta que a Folha e o Estadão tenham aceitado a "patrulha petista" e criticado os novos bancos. Como se vê, os diligentes defensores do liberalismo estão um pouco sem assunto. Reinaldo já defendeu o faniquito de Kassab contra um pobre desempregado - insinuou que se tratava de um "petralha" infiltrado no hospital que o prefeito vistoriava, provavelmente destacado para derrubar a aliança tucano-pefelista no Estado mais rico da Federação.

Reinaldo já teve dias melhores. Nesta sexta-feira, dia em que foi confirmada a nomeação do vermelho Paulo Nogueira Batista Jr. para a vaga de Eduardo Loyo como diretor-executivo do FMI (Fundo Monetária Internacional), o blogueiro não comentou o assunto. Preferiu falar da relevante guinada à esquerda do Estadão contra Kassab. De duas, uma: ou Reinaldão anda falando demais com Andrea Matarazzo ou está realmente preocupado com a tomada dos jornalões paulistanos pelos amigos de Zé Dirceu.

Qualquer das hipóteses acima revela que os melhores quadros da oposição estão sem rumo. Combatem a possibilidade de "chavismo" de Lula, mas não conseguem apontar um único ato real do presidente nesta direção. Escrevem que a "esquerda" obteve supremacia nos meios de comunicação - talvez sobre a Veja para defender o status quo... E se irritam com o "adesismo" do PSDB e com a falta de arrojo do PFL nas críticas ao governo. Do jeito que a coisa vai, a direita terá realmente muitas dificuldades em 2010 e seus intelectuais orgânicos podem se preparar para mais alguns anos de lamúrias. Ou arrumam uns trocados e se mudam para Veneza...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.