quinta-feira, 1 de fevereiro de 2007

Erramos: deu Chinaglia

Este blog apostava as fichas na vitória de Aldo Rebelo e tem o dever de reconhecer o mau prognóstico: Arlindo Chinaglia é o novo presidente da Câmara Federal. O jogo político é interessante justamente porque nem sempre é previsível.

É evidente que boa parte das variáveis apontava para a vitória do candidato petista, especialmente após a definição, pelo governo federal, do deputado Chinaglia como o "oficial", digamos assim. Não que Lula fosse ficar triste com a vitória de Aldo Rebelo (PCdoB-SP), mas nos últimos dias o presidente parece ter se decidido pelo apoio a Arlindo, como se viu nas declarações do chefe da nação na manhã do dia derradeiro, das eleições no Congresso.

Este blog calculava, no entanto, que a oposição poderia dar a Aldo os votos que lhe reconduziriam à presidência da Câmara. Isto de fato quase aconteceu, Chinaglia venceu pela estreita margem de 25 votos. Como o voto é secreto, nunca será possível comprovar o que houve de um turno para outro, mais é bastante provável que os 25 votos que deram a vitória a Chinaglia tenham vindo justamente do PSDB, uma vez que os parlamentares da "terceira via" anunciaram apoio a Aldo Rebelo, ao passo que o líder tucano na Câmara anunciou que a bancada estava liberada para votar em qualquer dos candidatos. Foram, portanto, os votos do PSDB, possivelmente acertados entre Chinaglia e os governadores José Serra e Aécio Neves, por intermédio dos ex-líder Juthay Jr. (BA), que deram a vitória ao PT na disptua da Câmara. Este blog também considerava a possibilidade do acerto continuar valendo, mas calculava que a pressão do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso pelo voto em Aldo no segundo turno pudesse comover o tucanato. Não comove mais. Como diz o ditado, rei morto, rei posto. A bola está com Serra e Aécio e os dois, por questões regionais, preferiram Chinaglia. Resta saber se o PT vai cumprir a sua parte e eleger o PSDB nas assembléias estaduais de São Paulo e Minas...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.