terça-feira, 29 de julho de 2008

Mais um na lista da AMB

Agora "sujou" para o prefeito Gilberto Kassab (DEM), que em vez de ficar assobiando de lado, fingindo que não era com ele, foi logo atacando a ex-prefeita Marta Suplicy pela presença na "lista suja" da AMB. A matéria abaixo, da Agência Estado, revela que Kassab também tem o seu lado "Cascão". No fundo, a lista é uma grande bobagem e Geraldo Alckmin só não está presente porque os processos que responde são Ações Civis Públicas, que a AMB não leva em conta para fazer sua listinha. Este blog duvida que haja um único político que não responda a processo algum no Brasil. A informação necessária ao eleitor não é a lista, mas o tipo de processo que cada um responde. E não só os candidatos, os partidos também.

Kassab entra para lista dos 'fichas-sujas' da AMB

Prefeito de SP e candidato é co-réu em ação por supostas irregularidades quando era secretário de Pitta

SÃO PAULO - A Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) incluiu nesta terça-feira, 29, o prefeito de São Paulo e candidato à reeleição, Gilberto Kassab (DEM), na lista dos candidatos que respondem a processo na Justiça. Kassab é co-réu em ação por supostas irregularidades quando era secretário da gestão Celso Pitta (1997-2000).


Na ação civil pública, ele é acusado junto com o ex-prefeito de ter publicado, com recursos públicos, anúncios em jornais em defesa de supostos "interesses pessoais". Kassab foi absolvido em maio do ano passado, mas o Ministério Público (MP) entrou com recurso extraordinário. Em sua defesa, Kassab afirmou que Tribunal de Justiça já havia julgado improcedente a ação e o assunto estaria superado.

Um comentário:

  1. esse Geraldo Kassab é mais aloprado que os petistas do dossiê anti-serra.

    imagina o que aconteceria se o mesmo acontecesse com um petista no governo.

    o mundo iria acabar !!

    um abraço

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.