quinta-feira, 15 de maio de 2008

Jorge Rodini: Serra na cola de Lula

Em mais uma colaboração para o blog, o diretor do instituto Engrácia Garcia de pesquisas, Jorge Rodini, analisa detalhes dos últimos levantamentos realizados em São Paulo e conclui que o governador José Serra (PSDB) acertou na estratégia de não bater no presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Pelo que se observa de mês e meio para cá, Serra não apenas jamais fala mal do atual governo como tenta se mostrar até um pouco simpático ao presidente, aparecendo em tantas solenidades ao lado de Lula que a primeira-dama Marisa Letícia já estaria até enciumada. A seguir, a íntegra do comentário de Rodini:

Pesquisas quantitativas realizadas em cidades médias e grandes do estado de São Paulo demonstram a convergência na aprovação das administrações do presidente Lula e do governador Serra.

Em vários destes municípios, principalmente os governados por tucanos, a avaliação de Serra melhorou bastante depois da maior proximidade do governador paulista junto ao presidente.

Pesquisas qualitativas anteriores executadas pela Engrácia Garcia na grande São Paulo mostravam que o eleitor, especialmente os de baixa renda, não aceita o ataque a Lula.

O PT é criticado até pelos seus admiradores, porém o prestígio de Lula é inabalável.

Esta mobilidade do eleitor brasileiro reside no fato de que sem Lula não há pré-candidato que empolgue. O recall de Serra na Saúde pode ser o diferencial que leva os aprovadores da gestão Lula a cacifá-lo.

o presidente de aço, o lulaflon inquebrantável, pode estar fazendo bem a Serra. com os candidatos palacianos sendo esfarinhados um a um, o governador paulista pode estar trilhando um caminho mais vigoroso em direção ao palácio.

Um comentário:

  1. Mas com essa história da Alstim ele vai já, já, ser apeado dessa cola.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.