segunda-feira, 12 de maio de 2008

Ainda sobre a ponte estaiada de Marta

1. O então prefeito José Serra (PSDB), hoje governador de São Paulo, mandou suspender, logo ao assumir a prefeitura, as obras da ponte inaugurada no sábado na capital paulista sob a alegação de que os estaios eram "frescura" e encareciam muito a construção da ponte.

2. O jornal O Estado de S. Paulo praticamente desconheceu a inauguração. Agora, a cidade tem uma ponte com o nome do falecido dono da Folha e outra, na marginal Tietê, com o nome de um dos ex-diretores do Estadão (Júlio de Mesquita Neto), também falecido. É forçoso reconhecer que a ponte do seu Frias é mais bonitinha. E mais importante também: liga o bairro do Morumbi, onde moram novos e antigos ricos, à avenida Jornalista Roberto Marinho. Já a ponte dos Mesquita liga o nada ao lugar nenhum...

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.