sábado, 17 de maio de 2008

Datafolha sem novidades: Marta e Alckmin
lideram, Kassab avança um pouco mais

A nova pesquisa do instituto Datafolha sobre a corrida eleitoral na capital de São Paulo, publicada no jornal Folha de S. Paulo neste domingo, mostra um cenário com poucas alterações em relação ao levantamento anterior: Marta Suplicy (PT) e Geraldo Alckmin (PSDB) oscilaram um ponto percentual positivamente, passando para 30% e 29% das intenções de voto, respectivamente. O prefeito Gilberto Kassab (DEM) ganhou um ponto a mais que seus adversários, oscilando de 13% para 15%. Em termos estatísticos, tudo isto significa um cenário de estabilidade. Se a eleição fosse hoje, Marta e Geraldo iriam para o segundo turno e o tucano teria mais chances de vitória na etapa final. Só que a eleição não é hoje, e muita água vai correr por baixo da ponte até outubro.

Neste momento, porém, dá para dizer que a pesquisa é de fato mais positiva para Geraldo Alckmin do que para os demais candidatos, pois era ele, Alckmin, quem estava sob intensa pressão de algunls de seus correligionários para abandonar a candidatura em favor de Kassab. Com os 29% no Datafolha, em uma situação de empate na liderança, fica complicado para os adversários internos de Alckmin questionarem a candidatura do ex-governador. Se o prefeito tivesse crescido mais e/ou o índice de Geraldo tivesse despencado, aí sim os serristas e demais apoiadores da tese da aliança com Kassab teriam um novo argumento para lançar no cenário político. Não é nada, não é nada, Alckmin mais uma vez consolida a sua candidatura contra os desejos da cúpula tucana. Não deixa de ser uma boa notícia para a democracia que as bases partidárias e a militância ganhem força nas disputas internas, seja no PSDB, PT, ou qualquer outra legenda.

A seguir, mais detalhes sobre a pesquisa Datafolha na versão do portal Terra.

Datafolha: Marta e Alckmin lideram disputa

Uma pesquisa do Datafolha publicada na edição de domingo do jornal Folha de S.Paulo mostrou que a ministra do Turismo, Marta Suplicy (PT), e o ex-governador Geraldo Alckmin (PSDB) continuam tecnicamente empatados, na liderança da corrida pela prefeitura de São Paulo. Marta tem 30% das intenções de voto e Alckmin, 29%. O atual prefeito, Gilberto Kassab (DEM) permanece na terceira colocação, com 15%. Paulo Maluf (PP) aparece em quarto, com 8%, seguido por Erundina (PSB), com 5%. Paulinho (PDT) e Soninha (PPS) seguem empatados com 2%; Aldo (PCdoB), Valente (Psol) e Zulaiê (PHS) possuem 1%. Brancos e nulos somaram 5% e indecisos, 1%. A pesquisa foi realizada no dia 15 de maio, com 1.087 eleitores, residentes de São Paulo. A margem de erro é de três pontos percentuais e o levantamento foi registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) com o número 00700108-SPPE.

Na última pesquisa, dos dias 25 e 26 de março, Gilberto Kassab tinha 13%. Marta e Alckmin tiveram uma oscilação positiva de um ponto percentual.

"Mesmo dentro da margem de erros, Kassab vem em uma ascendente", diz ao jornal Mauro Paulino, diretor-geral do Datafolha. "Kassab está tirando votos dos que estão abaixo dele. Não de Alckmin, nem da Marta", completa.

Erundina admitiu há dez dias a possibilidade de desistir da candidatura para ser vice-prefeita de Marta. Sem ela, a ministra de Turismo atinge 32% das intenções de voto e Alckmin, 28%.

Um comentário:

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.