quinta-feira, 6 de dezembro de 2007

Ciro, Serra e a falta do "candidato natural"

O que vai abaixo é o artigo do autor destas Entrelinhas para o Shopping News, encarte do DCI que circula às sextas-feiras. Em primeira mão para os leitores do blog.


A Folha de São Paulo publicou no último domingo reportagem baseada em pesquisa do instituto do jornal sobre a sucessão do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Foram vários os cenários pesquisados e na soma geral, dois nomes apareceram bem cotados — o do governador José Serra (PSDB) e o do deputado federal Ciro Gomes (PSB).

Antes de analisar o resultado das sondagens, cabe lembrar que até o ombudsman do jornal estranhou o fato do Datafolha não ter incluído na pesquisa os candidatos que disputaram o segundo turno em 2006 – Geraldo Alckmin (PSDB) e Luiz Inácio Lula da Silva (PT). No caso de Alckmin, a alegação de que ele não se apresenta como candidato é um tanto estapafúrdia, uma vez que as ministras Marta Suplicy e Dilma Rousseff, especialmente a primeira, também não se apresentam como candidatas. Já a ausência de Lula chamou ainda mais atenção, uma vez que o instituto perguntou especificamente o que os entrevistados pensavam sobre a hipótese do fim do limite às reeleições, abrindo caminho para o terceiro mandato do atual presidente da República.

Estranhezas à parte, o resultado apresentado pelo Datafolha está dentro do que se poderia esperar e é até óbvio. Serra e Ciro já disputaram a presidência – Ciro em duas ocasiões – e têm grande recall na população. O mesmo vale para Heloísa Helena, que aparece bem colocada, na faixa de pouco mais de 10%. Se Alckmin ou Anthony Garotinho (PMDB) tivessem sido incluídos, certamente teriam performances semelhantes às de Serra e Ciro.

Ainda é muito cedo para especular sobre a sucessão de Lula, mas é fato que o PT hoje não tem um candidato natural para o pleito de 2010 se Lula realmente ficar fora da disputa. O governo não tem um “candidato natural” como talvez fossem os ex-ministros Zé Dirceu e Antonio Palocci, se ambos não tivessem sido alvejados pelos escândalos do mensalão e do caseiro Francenildo. Lula tem três anos pela frente para construir este candidato. Precisa começar a trabalhar já.

Um comentário:

  1. Ninguém é páreo para Lula

    VEja

    Espera-se que a esdrúxula discussão sobre o terceiro mandato de Lula tenha sido sepultada junto com a derrota de Hugo Chávez. Ainda assim, nunca se havia feito uma pesquisa de opinião para 2010 em que seu nome aparecesse. Bem, se fosse candidato, Lula sairia na frente disparado. É o que revela uma pesquisa nacional realizada por VEJA em parceria com o CNT-Sensus entre os dias 12 e 21 de novembro. Sem apresentação de lista de candidatos, e portanto com citação espontânea, Lula obteve 27% dos votos. José Serra veio em seguida, com 6%. Aécio Neves apareceu com 3,3% e Geraldo Alckmin com 2,8%. Da base governista, só surgiu Ciro Gomes, com 2%.

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.