quarta-feira, 19 de novembro de 2008

Desemprego cai e é o 2° menor da história

Podem apostar, amanhã a notícia abaixo, na versão da Folha Online, vai sair em pé de página nos jornalões, que só têm olhos para o que de ruim acontece na economia. E provavelmente sairá com alguma conjunção adversativa do tipo "Desemprego em outubro é o 2º menor da história, mas crise já ameaça mercado de trabalho". A seguir, a íntegra da matéria.

Taxa de desemprego cai para 7,5% em outubro, segundo o IBGE

CIRILO JUNIOR
da Folha Online, no Rio

A taxa de desemprego nas seis principais regiões metropolitanas do Brasil teve pequeno recuou em outubro, ficando em 7,5%, pouco abaixo dos 7,6% verificados no mês anterior, informou nesta quarta-feira o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). Em relação a outubro do ano passado (9%), o índice recuou 1,2 p.p. (ponto percentual).

É o melhor resultado para um mês de outubro, e o segundo melhor da série --iniciada em março de 2002--, atrás apenas de dezembro de 2007 (7,4%).
O contingente de desocupados totalizou 1,7 milhão de pessoas no total das regiões pesquisadas. Isso indica queda de 1,8% na comparação com setembro, e redução de 11,8% na comparação com outubro de 2007.

A população ocupada somou 22,2 milhões de pessoas, variação positiva de 0,8% em relação a setembro, nas seis regiões metropolitanas pesquisadas. Na comparação com outubro de 2007, houve expansão de 4%.

Já o rendimento médio real dos trabalhadores ocupados caiu 1,3% frente a setembro, ficando em R$ 1.258,20. Na comparação com igual período em 2007, foi constatada alta de 4,5%. Os trabalhadores no setor privado com carteira receberam, em média, R$ 1.214,10 em outubro, queda de 0,4% em relação a setembro, e incremento de 4,5% na comparação com outubro de 2007. Já os empregados no setor privado, sem carteira, receberam, em média, R$ 809,30, variação negativa de 1,2% em relação ao mês anterior, e aumento de 1,6% frente a igual período no ano passado.

O emprego na indústria manteve-se estável em outubro na comparação com o mês anterior, e registrou alta de 2,2% em relação a igual período em 2007. Na construção, houve incremento de 0,6% frente a setembro, e de 8,4% em relação a outubro de 2007. No comércio, o desempenho do mercado de trabalho foi melhor, com alta de 1,7% na comparação com o mês anterior, e de 3,1% em relação a período correspondente no ano passado.

Um comentário:

  1. Mais uma notícia que lembra o disco lançado nos anos 80 pelo Supertramp: Crisis? What Crisis?

    ResponderExcluir

O Entrelinhas não censura comentaristas, mas não publica ofensas pessoais e comentários com uso de expressões chulas. Os comentários serão moderados, mas são sempre muito bem vindos.